Quais as opções você tem pra cuidar do seu familiar idoso?

Quais as opções você tem pra cuidar do seu familiar idoso?

Quando vemos que nosso familiar idoso chega a um ponto crítico de cuidados é o momento em que mais ficamos em dúvida: afinal, como cuidar dessa pessoa, quais as melhores opções, qual o melhor custo x benefício, o que é mais importante na hora de decidir essas questões.

 

Essas dúvidas e muitas outras passam pela cabeça dos familiares que decidirão qual a melhor forma de cuidar da pessoa idosa, sendo muitas vezes os filhos da pessoa idosa, sobrinhos, netos e até mesmo os irmãos.

Pensando em todas as dúvidas que vemos os familiares lidarem em anos de experiência no mercado de cuidados de pessoas idosas, este artigo foi escrito pra te ajudar nessa tomada de decisão, e espero que as informações contidas aqui te ajudem de alguma forma a cuidar do seu ente querido.

 

Enfim, quais as opções você tem quando seu familiar idoso precisa de cuidados especiais?

Na verdade, enxergamos 4 opções, e são elas: 1) Cuidado direto pela família; 2) Contratação direta dos profissionais cuidadores pela família; 3) Contratação de uma empresa de Home Care; 3) Contratação de um Residencial para pessoas idosas.

 

Cuidar opcoes

Abaixo vou falar sobre cada uma das opções detalhadamente, então continue lendo pra que você possa decidir da melhor forma possível.

1) Cuidado direto pela família

No Brasil temos em nossa cultura uma grande valorização dos laços familiares, e isso é ótimo, mantém a família unida e na grande maioria das vezes os membros dessa família oferecem sua ajuda uns aos outros com relação aos problemas que possa surgir.

Por isso é muito comum que quando algum membro dessa família adoece ou se encontra em uma condição especial a própria família se encarregue dos cuidados dessa pessoa idosa.

Por exemplo, é natural que os filhos se revezem nos cuidados com os pais que se encontram debilitados, inclusive é muito comum que os filhos tragam os pais doentes para morarem com eles, porque eles realmente acreditam que ser cuidado pela própria família realmente é a melhor opção que eles tem.

Claro que tem suas exceções, mas na grande maioria das vezes estar perto da família é um grande bem que ser faz à pessoa idosa. A presença daqueles que te amam e que compartilharam grandes e bons momentos durante toda a vida é uma grande fonte de estímulo e de segurança emocional para a pessoa idosa em condição especial.

Esse cuidado direto, contudo, requer muita paciência dos familiares que vão cuidar da pessoa idosa. É muito fácil se irritar com quem mais precisa de cuidados e acabar piorando a situação ao invés de melhorar.

Outro fator determinante é que muitas vezes nós julgamos que sabemos o que é melhor pra outra pessoa e em muitos casos estamos errados.

Como a pessoa idosa precisa de cuidados específicos dependendo de cada caso, os familiares muitas vezes não tem condições (seja de conhecimento ou financeira por exemplo) de oferecer o melhor cuidado ao seu familiar, o que também pode piorar a situação do idoso ao invés de melhorar.

Mais um fator que deve ser considerado nessa opção é o tempo disponível. Hoje todos trabalham e passam grande parte de seu dia fora de casa, o que dificulta ou impossibilita que se cuide diretamente do seu familiar idoso, portanto, essa não seria uma boa opção.

Enfim, estar perto da família sempre será uma questão muito importante para o tratamento e bem estar da pessoa idosa, sem dúvida. Então, embora não seja a mais indicada do ponto de vista técnico, os cuidados diretos pelos familiares é bastante comum em nossa sociedade.

2) Contratação direta dos profissionais cuidadores pela família;

Essa opção é bastante comum no interior do nosso país.

Quando uma família decide que precisa da ajuda de pessoas pra cuidar do seu familiar idoso é porque já percebeu que cuidar de alguém com uma condição ou necessidade especial é uma grande responsabilidade.

Então essa mesma família decide entrevistar, pegar referências e, por fim, contratar uma ou mais pessoas pra poder cuidar de quem necessita.

Os grande inconvenientes dessa opção são de ordem legal, ou seja, a família terá que lidar com muitas questões legais como contratar um serviço de um contador, assinar a carteira de trabalho dos funcionários escolhidos, estabelecer o horário de trabalho, administrar as horas extras que o funcionário porventura fizer, administrar as faltas ao trabalho e conseguir um substituto quando o funcionário contratado faltar.

Também sempre está presente o risco de sofrer um processo trabalhista e aqui explico o porquê. Quando alguém é contratado pra ser cuidador de uma pessoa idosa, esse alguém deve exercer exatamente a função para a qual ele foi contratado.

O que ocorre nas maiorias das casas é que a família exige que essa pessoa faça também os trabalhos domésticos além de cuidar do familiar idoso. Isso pode complicar a situação da família que contratou porque o cuidador tem o direito de receber (além do salário de cuidador) pelos serviços domésticos prestados.

Então, além de toda a burocracia brasileira na contratação de pessoal a família pode ter que lidar com uma ação trabalhista.

Os pontos positivos dessa opção são o maior controle que a família tem sobre como o serviço vai ser prestado, ou seja, a família pode determinar exatamente como a pessoa idosa deve ser cuidada pelos funcionários, sendo assim, estará no controle da prestação de serviço.

Contudo, para as famílias ou familiares que realmente não têm tempo, ou estão realmente muito ocupados com suas próprias vidas, essa opção pode não ser a mais indicada pois se não houver uma organização muito grande por parte da família pode se tornar uma grande dor de cabeça.

Vamos imaginar uma situação bem comum: você tem sua própria família e seu pai ou mãe já está idoso e necessitando de cuidados, então você decide contratar 4 cuidadores sendo 2 para o dia e 2 para a noite, isso para que eles trabalhem no regime de 12 x 36 (trabalham 12 horas e folgam 36 horas), ou seja, trabalha em um dia e folga em outro.

Mas um belo dia em que você está abarrotado de trabalho um dos cuidadores te liga em cima da hora e diz que não pode ir trabalhar pois está doente. Você então tem que pedir ao seu funcionário que trabalhou à noite ou ao que trabalhou no dia anterior que cubra a ausência da pessoa que vai faltar. Só que eles não podem, pois ambos têm compromissos pessoais a resolver. Aí ou você deixa seu dia abarrotado no trabalho pra cuidar do seu pai ou mãe ou recorre a alguma agência de recursos humanos e coloca alguém que não conhece e não entrevistou pra cuidar do seu familiar.

Percebe o problema? Então, nos dias de hoje com a correria que todos andam essa opção fica bem inviável se não houver uma completa organização por parte da família.

3) Contratação de uma empresa de Home Care;

Essa opção é de longe a mais comum em grandes centros.

Geralmente as famílias que precisam cuidar de uma pessoa idosa pensam o seguinte: vou entrar em contato com uma empresa de Home Care conceituada e contratar os seus serviços.

Existem excelentes empresas que prestam um serviço excepcional no mercado, mas temos alguns pontos positivos e negativos que temos a considerar.

Como pontos positivos temos o profissionalismo com que o serviço é prestado por algumas empresas. O treinamento contínuo que elas oferecem aos seus funcionários cuidadores. A família também agora não tem que lidar com possíveis faltas de funcionários, pois essa responsabilidade passa a ser da empresa de Home Care.

Porém, temos alguns pontos aqui a considerar tendo em vista a saúde e o bem estar da pessoa idosa que precisa de cuidados.

Se a pessoa idosa está precisando de cuidados e ela ainda mora em sua casa, muito provavelmente o ambiente de casa pode ter contribuído para que ela chegasse nessa condição, por isso nem sempre estar em casa é o melhor para o idoso.

O serviço de cuidador de idosos é indispensável para o bem estar da pessoa idosa, porém é insuficiente, ou seja, a pessoa idosa precisa de muito mais cuidados do que uma só pessoa pra observar seus passos no dia a dia.

A pessoa idosa precisa de alimentação adequada, banhos de sol, terapia ocupacional de forma a estimular sua função cognitiva, precisa de consultas médicas geriátricas de forma a acompanhar seu estado de saúde, precisa se exercitar e se movimentar de acordo com suas condições, o que é trabalho para um fisioterapeuta ou um educador físico por exemplo.

A pessoa idosa também precisa de atividades lúdicas como aulas de dança e também precisa se cuidar.

E o mais importante, a pessoa idosa precisa se socializar com outras pessoas da sua idade, fazer amizades, se sentir útil, e não apenas acordar, ligar a TV e ir dormir à noite.

Todas as opções citadas acima, com a exceção dos serviços de cuidadores de idosos, não são oferecidas pela maioria das empresas de Home Care. E, quando são oferecidos esses serviços adicionais, o preço se torna muito inviável.

Portanto, a opção por contratar um serviço de Home Care pode ser aquilo que a família realmente quer, contudo, pode ser que não seja a melhor opção quando temos em consideração a melhor saúde e bem estar daquela pessoa que tanto amamos e que precisa do melhor cuidado possível nessa fase da vida.

O que nos leva à quarta e última opção…

 

Cuidar opcoes 2

4) Contratação de um Residencial para pessoas idosas

Essa opção, muito embora esbarre em um comportamento cultural do brasileiro de que é sempre a família que deve cuidar de seus familiares idosos, é de longe a melhor opção.

Na Europa e Estados Unidos essa opção é muito comum e, inclusive, já é prevista e planejada pelas próprias pessoas e também pelos planos de saúde.

E por que um Residencial para pessoas idosas morarem é a melhor opção?

Porque oferece tudo o que o idoso precisa pra poder resgatar a sua vitalidade e ter uma vida produtiva e útil.

Vamos ver: no Residencial a pessoa idosa pode fazer novas amizades com outros hóspedes e retomar o convívio social que foi se perdendo com o tempo. E esse convívio social é uma arma poderosa contra a depressão e o abandono que está presente em um percentual muito grande da população idosa do país.

Um Residencial para pessoas idosas oferece (ou deveria oferecer) vários serviços que mantenham a pessoa idosa produtiva, e estes serviços podem ir desde celebrações e confraternizações, musicoterapia, aulas de dança, terapias em grupo, jardinagem, etc. Essas atividades complementares à atividade dos cuidadores de idosos têm papel fundamental na vida do hóspede idoso, ajudam a aumentar sua energia e a sua vitalidade, sem falar no papel preventivo que essas atividades desempenham.

Não podemos esquecer também do trabalho dos fonoaudiólogos. O nosso nervo da fala é o mesmo da deglutição, por isso você já percebe a grande importância que esses profissionais têm no cuidado com pessoas idosas.

Área verde onde nossos hóspedes podem caminhar e e se conectar com a natureza também é muito importante porque todos sabemos bem os grandes benefícios para a saúde que o contato com a natureza proporciona para as pessoas idosas.

Serviços adicionais que mantém a pessoa idosa produtiva, tanto física quanto mentalmente são muito necessários. Esse foco na promoção da saúde, com um trabalho preventivo que melhora significativamente a condição dos hóspedes é grande responsável pelo bem estar da pessoa idosa, o que deixa a família tranquila e certa que fez a melhor opção.

Ocorre que não é todo Residencial que oferece o pacote completo focando na promoção da saúde como trabalho preventivo. Há muitas casas que funcionam como depósito de pessoas, o que vai piorar muito a condição do hóspede e também aumentar a preocupação da família.

É o famoso Barato que sai Caro!

Por isso é muito importante que você visite as casas que pretende contratar pra cuidar do seu familiar idoso. Quando estiver no local veja como se sente, se o local está limpo e bem cuidado, se o ambiente e a energia são bons.

A visita ao Residencial responde muitas das suas dúvidas, por isso é tão importante.

Conclusão

Então esse foi um resumo sobre 4 opções que você tem para escolher quando tiver que cuidar de uma pessoa idosa.

Relembrando: 1) cuidar pessoalmente da pessoa idosa; 2) contratar diretamente cuidadores; 3) contratação de um serviço de Home Care e 4) contratação de um Residencial para pessoas idosas.

Espero realmente que este artigo possa te ajudar a decidir qual a melhor opção pra você.

Grande abraço.

Carlos Eduardo

Contate-nos

Unidade Goiânia

(62) 3921-0078 | (62) 3996-5006 | (62) 98303-5492

Alameda Pampulha, 803, Setor Jaó, 74.673-200 Goiânia - GO

Unidade Brasília

(61) 3302-2126 | (61) 98179-3610 | (61) 98174-1400

Rod. BR-020, Km 2,2 – Chácara 11, Região dos Lagos – Sobradinho, Brasília - DF